Fórum Goiano Nota 1º de Maio

NOTA PÚBLICA DO FÓRUM GOIANO
EM DEFESA DE DIREITOS, DEMOCRACIA E SOBERANIA

1º de Maio de 2020

“Saúde, Emprego, Renda: um novo mundo é possível com solidariedade”

O Fórum Goiano em Defesa de Direitos, Democracia e Soberania, saúda os/as trabalhadores/as da cidade e do campo de Goiás, por ocasião do 1º de Maio de 2020, em sintonia com as manifestações nacionais e internacionais da classe trabalhadora.

Homens e mulheres que produzem os bens materiais e culturais necessários à vida, sob condições difíceis de trabalho, salário, saúde, moradia, transporte e de acesso à terra, à água e ao saneamento. O Fórum Goiano saúda especialmente os/as trabalhadores/as dos sistemas públicos de saúde, dentre outros/as profissionais, que se encontram na linha de frente da luta contra a Pandemia do Covid-19, salvando pacientes, frequentemente sem os equipamentos médicos e de proteção adequados, arriscando a sua saúde e vida.

São trabalhadores/as que, com coragem e abnegação, atuam em sistemas públicos de saúde sucateados, seja pelo subfinanciamento para economizar e destinar à remuneração da dívida pública, seja pelo custo abusivo de equipamentos, remédios e insumos hospitalares impostos pelas multinacionais que os produzem. Em face da atual Pandemia, há que se exigir responsabilidades do governo federal (além dos estadual e municipal): medidas protetivas, infraestrutura e materiais de saúde para os profissionais; atendimento às necessidades permanentes e temporárias da população; e, sobretudo, a estatização e universalização da saúde pública com alta qualidade. Vida e saúde não podem estar submetidas ao lucro!

O Fórum Goiano também saúda, dentre outros/as, trabalhadores/as da produção de alimentos no campo e na cidade, da educação, dos transportes, dos supermercados, do setor farmacêutico, dos setores de energia, água e limpeza, que, através de seu trabalho, possibilitam o acesso a bens e serviços necessário à vida; também se coloca ao lado daqueles/as que se encontram desempregados e desassistidos de previdência e segurança social. O grande capital, em um mesmo movimento, explora diretamente parte da classe trabalhadora enquanto exclui e marginaliza outra parte!

Neste 1º de Maio, sob pandemia, presenciamos o quanto é brutal a lógica de reprodução do sistema. Capitalistas atacam o “isolamento social” através de mobilizações e lobbies. Trabalhadores/as são conglomerados/as e expostos/as a contágios nos transportes e nas linhas de produção para assegurar o lucro. Redução das medidas básicas de proteção, com consequente expansão da pandemia, cujas vítimas compõem a classe trabalhadora, atende à redução dos custos do capital. Vivemos sob a lógica do lucro e acumulação de capital a qualquer custo! Essa lógica também transforma a pandemia em um contexto favorável para realização de novos ataques contra as condições básicas de vida e os direitos sociais e trabalhistas.

Generalizam-se medidas de socorro aos grandes bancos e empresas com volumosas quantias de recursos públicos levantados por meio da ampliação da dívida pública. Aprofundam-se privatizações de setores públicos. Generalizam-se especulação econômica e mercado negro. Multiplicam-se demissões e subcontratações. Multiplicam-se atrasos de pagamento e trabalho não declarado.

Aprofundam-se as restrições aos direitos trabalhistas e liberdades sindicais. O Estado tem acentuada a sua condição de defesa dos interesses de capitalistas e burgueses em detrimento dos trabalhadores/as e camadas populares! Nesse contexto, em escala mundial e nacional, convive-se com o avanço da intolerância e violência. Dentre as suas formas, pode-se destacar: acirramento da dominação imperialista sobre países e povos; intensificação do ódio a imigrantes e perseguição a minorias sociais; ampliação da violência policial e aumento da população carcerária.

No Brasil, ainda sob o contexto aberto pelo Golpe de Estado de 2016, cujo aprofundamento foi determinante para a eclosão da atual crise econômica, política, social e sanitária de características bíblicas, têm curso um processo que envolve escalada neofascista pelo controle da burocracia de Estado. Mobilizações de massas com base em apelo obscurantista e multiplicação de grupos armados reacionários, dirigido por Bolsonaro em aliança com segmentos do empresariado, políticos reacionários, por policiais e por lideranças religiosas inescrupulosas, que pode culminar em golpe autoritário-fascista contra as liberdades democráticas. Um verdadeiro estado de barbárie social está estabelecido no Mundo e no Brasil!

Para o Fórum Goiano, este 1º de Maio de 2020 tem que servir para que a classe trabalhadora reconstrua o espírito de lutas e sacrifício presente na cidade de Chicago, em maio de 1886, quando da luta pelo estabelecimento da jornada de trabalho de 8 horas. A organização e orientação classista dos nossos sindicatos e movimentos são caminhos fundamentais para a reafirmação dos direitos sociais, trabalhistas e de representação política, bem como reagir à barbárie e ao fascismo que bate à nossa porta!

Ações de solidariedade marcam o 1˚ de Maio – Dia do Trabalhador

Na primeira comemoração do 1˚ de Maio – Dia do Trabalhador em tempos de isolamento social durante a pandemia da Covid-19, o Fórum Goiano em Defesa de Direitos, Democracia e Soberania, uma articulação de dezenas de sindicatos e movimentos sociais do campo e da cidade em Goiás, realiza o lançamento de uma ampla campanha de solidariedade para apoiar grupos e pessoas em situação de vulnerabilidade em Goiânia, promove uma ação solidária de distribuição de alimentos na região Noroeste da cidade em parceria com a Campanha Periferia Viva e publica uma nota pública intitulada “Saúde, Emprego, Renda: um novo mundo é possível com solidariedade”, em que denuncia a continuidade do ataque aos direitos sociais e trabalhistas da população e reafirma a defesa dos serviços públicos.

Para participar da campanha do Fórum Goiano, basta acessar o link bit.ly/forumgoianosolidario, preencher o formulário e indicar se precisa de ajuda ou se pode ajudar. Doações em dinheiro também podem ser feitas na conta do Centro Popular da Mulher no Estado de Goiás (CPM), integrante da campanha: Banco do Brasil, Agência 1610-1, Conta 87.815-4, CNPJ: 24.992.208/0001-00.

Desde que começou a pandemia da Covid-19, o Fórum Goiano apoiou de forma solidária os movimentos populares de sua base e a partir do lançamento desta campanha, pretende ampliar sua atuação para alcançar mais pessoas em situação de vulnerabilidade em todo o estado de Goiás. Em função da pandemia da Covid-19, o Fórum Goiano em Defesa de Direitos, Democracia e Soberania substituiu o tradicional ato público realizado todos os anos no Dia do Trabalhador por uma ação solidária, que conta com a parceria da Campanha Periferia Viva.

Serão doadas 170 cestas de alimentos para famílias dos bairros Floresta e São Domingos I e II (Região Noroeste), que foram cadastradas durante uma ação de solidariedade no dia 17 de abril. As doações serão entregues na residência de cada família para evitar aglomerações e respeitar as medidas para conter o contágio do novo coronavírus. Também haverá distribuição de cestas em Catalão, Jaraguá, Silvânia, Crixás, Santa Terezinha, Alvorada do Norte e Buritinópolis. A “Campanha Periferia Viva – Solidariedade para combater o Coronavírus” é uma iniciativa dos movimentos populares do campo com atuação em todo o território brasileiro para coordenar ações de solidariedade frente ao avanço do novo coronavírus nas periferias das grandes cidades.

Além da ação na Região Noroeste, promovida pelos movimentos sociais do campo, haverá também uma ação especial à população em situação de rua em Goiânia, e às mães do solar Bougainville. No ofício enviado pelo Fórum Goiano ao governo do Estado de Goiás, ainda sem resposta, dentre as pautas de reivindicação dos/as trabalhadores/as de Goiás, houve a inclusão de um Plano Emergencial para a População de Rua, uma das populações mais vulneráveis diante da pandemia.

Fórum Goiano em Defesa de Direitos, Democracia e Soberania, presente e conectando trabalhadores/as do campo e da cidade neste 1º de maio de solidariedade!

Pela saúde gratuita, completa e de qualidade!
Fim das privatizações e estatização do setor do serviço público!
Proibição de demissões e emprego para todos/as!
Direitos previdenciários e trabalhistas a todos/as!
Defesa das liberdades democráticas e repúdio ao autoritarismo e fascismo!
Defesa das liberdades sindicais e do direito de greve! Repúdio ao racismo e à discriminação sobre minorias sociais!
Solidariedade entre trabalhadores e os povos!
Pelo fim exploração, dominação e guerra imperialista!
Pela emancipação da classe trabalhadora e sua libertação da barbárie capitalista!

FORA BOLSONARO E MOURÃO!
FÓRUM GOIANO EM DEFESA DE DIREITOS, DEMOCRACIA E SOBERANIA

#primeirodemaio #forumgoiano #solidariedade #diadotrabalho #diadotrabalhador

Contato: www.bit.ly/forumgoianosolidario

Link da nota: www.bit.ly/forumnotamaio

Publicado por goiasorg

Portal do Terceiro Setor em Goiás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: